sexta-feira, 25 de março de 2011

Sapientia

"Quero lhe implorar
Para que seja paciente
Com tudo o que não está resolvido em seu coração e tente amar
As perguntas como quartos trancados e como livros escritos em língua estrangeira.
Não procure respostas que não podem ser dadas porque não seria capaz de vivê-las. E a questão é viver tudo. Viva as perguntas agora.
Talvez assim, gradualmente, você sem perceber, viverá a resposta num dia distante."

Rainer Maria Rilke

4 comentários:

  1. Oii bom dia muito bom o poema flor,que vc tenha um lindo final de semana,Ei, Benditos sejam os amigos
    que acreditam na tua verdade
    ou te apontam a realidade
    Porque amigo é a direção
    é a base, quando falta o chão,que vc e teu blog venha iluminar nossas vidas cada dia mais bjks!

    ResponderExcluir
  2. Peônia, as respostas nem sempre trazm as certezas que desejamos. É preferível simplesmente viver e considerá-las mesmo como línguas estrangeiras, uma babel queàs vezes não tem tanto interesse.
    Ah, menina seu blog tem um nome sugestivo. Esse termo serendipity me é muito familiar. Fiz um poema com ele há muito tempo atrás, preciso achar para publicar no meu blog. Os acontecimentos fortuitos sempre me inspiraram...
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  3. Que bom que conseguiste recuperar seu blog...

    Passando para deixar uma pequena reflexão:

    "Construir a felicidade é um ato paciente que não se alcança queimando etapas. Percorra."

    Reflita e viva!
    Paz e bem!!!

    ResponderExcluir
  4. Sim, deixar-se navegar - vivendo e deixando-se viver sem maiores explicações.
    E sabe que tens razão! Assim tudo fica mais leve...
    Abraços

    ResponderExcluir