domingo, 15 de maio de 2011

A bela dama sem piedade

Imagem: br.olhares.com

"Oh! O que pode estar perturbando você, Cavaleiro em armas,

Sozinho, pálido e vagarosamente passando?

As sebes tem secado as margens do lago,

E nenhum pássaro canta.

Oh! O que pode estar perturbando você, Cavaleiro em armas?

Sua face mostra sofrimento e dor.

A toca do esquilo está farta,

E a colheita está feita.

Eu vejo uma flor em sua fronte,

úmida de angústia e de febril orvalho,

E em sua face uma rosa sem brilho e frescor

Rapidamente desvanecendo também.

Eu encontrei uma dama nos campos,

Tão linda… uma jovem fada,

Seu cabelo era longo e seus passos tão leves,

E selvagens eram seus olhos.

Eu fiz uma guirlanda para sua cabeça,

E braceletes também, e perfumes em volta;

Ela olhou para mim como se amasse,

E suspirou docemente.

Eu a coloquei sobre meu cavalo e segui,

E nada mais vi durante todo o dia,

Pelos caminhos ela me abraçou, e cantava

Uma canção de fadas.

Ela encontrou para mim raízes de doce alívio,

mel selvagem e orvalho da manhã,

E em uma estranha linguagem ela disse…

"Verdadeiramente eu te amo."

Ela me levou para sua caverna de fada,

E lá ela chorou e soluçou dolorosamente,

E lá eu fechei seus selvagens olhos

Com quatro beijos.

E lá ela cantou docemente para que eu dormisse

E lá eu sonhei…Ah! tão sofridamente!

O último dos sonhos que eu sempre sonhei

Nesta fria borda da colina.

Eu vi pálidos reis e também príncipes,

Pálidos guerreiros, de uma mortal palidez todos eles eram;

Eles gritaram…"A Bela Dama sem Piedade

Tem você escravizado!"

Eu vi seus lábios famintos e sombrios,

Abertos em horríveis avisos,

E eu acordei e me encontrei aqui,

Nesta fria borda da colina.

E este é o motivo pelo qual permaneço aqui

Sozinho e vagarosamente passando,

Descuidadamente através das sebes as margens do lago,

E nenhum pássaro canta."


John Keats

8 comentários:

  1. quando a alma não quer ouvir,os pássaros são inúteis!
    Que poema mais profundoo...fiquei aqui pensando no que escrever rss
    Beijo,Lindona
    Um ótimo domingo pra ti*

    ResponderExcluir
  2. Bom dia,Peônia!!

    Que poesia MARAVILHOSA de John Keats!!Esta eu não conhecia!
    Me apaixonei!!
    Beijos pra ti!!
    Bom domingo!!
    **Quando puderes visite meu blog novo?Obrigada!
    floresnojardimdavida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Minha linda Aquariana Federal, adoro saber e ver que gosta de me visitar, não sei se sabe do meu Blog de poesia , e gostaria de saber se voce é que descobriu tudo do seu signo?, pois queria saber mais do meu, deixo mil beijos vagarosos e um poema para voce.

    Delicia aquariana

    Nada me pertuba, pois esta presente
    E me traz afago e é recorrente
    Minha palidez e falta de sol
    Passear contigo de mãos dadas
    Ainda escuto a sabiá no bambuzal
    E você vem ao meu quarto visitar
    Onde minha’lma fica realmente
    Tu és a flor desabrochando
    É o orvalho em gotículas frias
    Que vem para sanear a sede
    E refrescar o dia quente, num beijo
    Você é a dama do campo, lírios
    Você é o mar calmo a onda
    A fada de asas brilhantes
    Tem as raízes selvagens da mata
    O mel doce que alivia a vida
    Mas que vem em muitos dias
    Para com palavras inundar
    Meu coração, isso é muito bom

    Ulisses Reis®
    15/05/2011

    Para Peônia

    ResponderExcluir
  4. Que coisa mais linda minha querida!
    bjs!
    Déia

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Peônia

    Você escolhe textos deslumbrantes para postar, tem muito bom gosto. Amei esta!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Precisava dizer que amo este texto? - Não precisava. Mas precisava dizer que é muito boa escolha!

    ResponderExcluir
  7. john keats: cavaleiro da essência poética!
    beijos, peônia!

    ResponderExcluir
  8. Quando não queremos que a natureza prevaleça... estamos fora do mundo!

    ResponderExcluir