segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Omaggio a un ragazzo acqua ...

Imagem: photo.net  (By: Kenvin Pinardy)

"Deixa eu te dizer: você cresceu em mim de um jeito completamente insuspeitado, assim como se você fosse apenas uma semente e eu plantasse você esperando ver uma plantinha qualquer, pequena, rala, uma avenca, talvez samambaia, no máximo uma roseira, é, não estou sendo agressivo não, esperava de você apenas coisas assim, avenca, samambaia, roseira, mas nunca, em nenhum momento essa coisa enorme que me obrigou a abrir todas as janelas, e depois as portas, e pouco a pouco derrubar todas as paredes e arrancar o telhado para que você crescesse livremente."

Caio Fernando Abreu


13 comentários:

  1. Esse preenchimento que toma conta dos quartos, da sala, do banheiro, até, é a maior prova de que uma paixão precisam mesmo de liberdade.

    Ótima semana, doce Pê!

    ResponderExcluir
  2. Amor e liberdade... que bem que ligam!

    ResponderExcluir
  3. E assim, é lindo demais!

    beijos e uma semana iluminada

    ResponderExcluir
  4. Quanto mais liberdade damos, mais a paixão cresce...
    Beijokas doces Peônia e uma boa tarde de terça-feira.

    ResponderExcluir
  5. O Caio, semeia sentimentos em palavras tão lindamente plantadas que podemos passear entretidos pelos bosques floridos que ele criou.
    Maravilhoso post, linda Flor.
    Bjkas,
    Calu

    ResponderExcluir
  6. A liberdade e a fantasia são ousadias que não limitam a expansão da alma.
    A literatura é seu sonho pioneiro e a arte sua mãe.

    Marcelo Portuária

    Visitem: alfarrabiosdeoutrora.blogspot.com
    cidadaniadoscapitais.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. assim tb é o amor, a liberdade, o desejo, a compreensão,o carinho, os sonhos, o respeito...a semente é plantada.. e so germinara se houver liberdade de expressão e harmonia, ai invade e ninguém mais segura, cresce dia a dia...
    bonito

    Abraços
    Giovanna

    ResponderExcluir
  8. Oi querida, lindo post.
    Tenha um lindo final de semana cheio de muita paz, bjus...

    ResponderExcluir
  9. que LINDO ! fiquei encantada lendo esse poema

    ResponderExcluir
  10. Querida, embora eu esteja ausente deste cantinho, não esqueci de você e assim que puder voltarei à ativa (tanto por aqui qto no meu próprio blog). Um grande beijo!
    Déia

    ResponderExcluir
  11. oi Pe,

    agora que passou o casamento e a emoção,
    tento retomar minha rotina,

    a paixão,tem que ser livre,
    tem que ter espaço e ar puro para crescer...

    beijinhos

    ResponderExcluir
  12. Olá Peônia, desejo que tudo esteja bem contigo!

    Bela postagem, comum aqui neste teu belo espaço, texto e imagem sempre ótimas escolhas.
    Amar deveras é assim, jamais aprisionar, e respeitar um aos limites do outro, e assim vão conviver e crescer juntos!
    E sempre que por cá venho, antes de ir-me deixo meu desejo que você e todos ao teu redor tenham um intenso e feliz viver, grato por tuas visitas e amizade, grande abraço e até mais!

    ResponderExcluir
  13. Olá querida Peônia!
    Muito lindo o post, como sempre1
    Bjus e fica com Deus...

    ResponderExcluir