sábado, 30 de abril de 2011

Celebrazione della vita!

Imagem: oficinadepintura.com
Esqueça essa história de querer entender tudo.
Em vez disso, viva!
Em vez disso, divirta-se!
Não analise, celebre!

Osho

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Despertar é preciso


"Na primeira noite eles aproximam-se e colhem uma flor do nosso jardim e não dizemos nada.
Na segunda noite, já não se escondem; pisam as flores, matam o nosso cão, e não dizemos nada.
Até que um dia o mais frágil deles entra sozinho em nossa casa, rouba-nos a lua e, conhecendo o nosso medo, arranca-nos a voz da garganta. E porque não dissemos nada, já não podemos dizer nada."

Vladimir Maiakóvski

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Criatividade

Imagem: oficinadepintura.com

 "Para criar é preciso que sejamos capazes de nos sensibilizar. A criatividade é a capacidade de ser sensível a tudo que nos cerca, a escolher em meio às centenas de possibilidades de pensamento, sentimento, ação e reação, e a reunir tudo isso numa mensagem, expressão ou reação inigualável que transmite ímpeto, paixão e determinação.

A perda do nosso ambiente criativo significa que nos encontramos limitadas a uma única opção, que fomos despojadas dos nossos sentimentos e pensamentos, ou que reprimimos ou censuramos sem agir, sem falar, sem fazer, sem ser."

Clarissa Pinkola Estes

terça-feira, 26 de abril de 2011

Szerelem...


Imagem: mahaloana.blogspot.com

"Nunca pensei que pudesse ser assim tão vazia uma casa sem um anjo. Dentro de mim existe alguma coisa que espera a sua volta, de repente, não sei se pela janela ou se aparecerá novamente no mesmo lugar. Para prevenir surpresas, tenho deixado sempre abertas todas as janelas e todas as portas..."

Caio F. Abreu

sábado, 23 de abril de 2011

Universo interior

Imagem: varbak.com

"[...] No segundo andar deste prédio, a escada conduz à entrada de um apartamento que é, sem dúvida, ainda mais limpo e mais asseado que os demais, pois esse pequeno vestíbulo resplandece de um cuidado sobre-humano e ergue-se como se fora um brilhante templo da ordem. Sobre o assoalho encerado, onde se teme pisar de tão brilhante, estão colocados dois elegantes tamboretes e sobre cada um deles um vaso de plantas; num cresce uma azálea e no outro um pinheirinho, uma árvore anã, magnífica, sadia e vigorosa, da maior perfeição, cujas últimas agulhas no extremo dos ramos brilham de frescor e limpeza. Às vezes, quando não estou sendo observado, uso esse lugar como um templo. Sento-me num degrau da escada acima do pinheirinho e, descansando um pouco, as mãos juntas, contemplo esse pequeno jardim da ordem e deixo que sua aparência enternecedora e sua solidão um tanto ridícula me comovam até às profundezas da alma. Fico imaginando que além daquele vestíbulo, sob a sagrada sombra, por assim dizer, do pinheirinho, existe um lar cheio de móveis de mogno lustrosos e uma vida saudável e plena...".

[Hermann Hesse in O lobo da estepe]

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Sétima Arte


A Shine of Rainbows - Um brilho de arco-íris


"A alma não teria arco-íris se os olhos não tivessem lágrimas."

John Cheney

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Desideri

"Ontem, sonhei que alguém me esperava no saguão de um aeroporto, com pássaros amarelos nas mãos..."

Franck

[Blog: Sob zero grau do signo de libra]

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Universo interior...

Imagem: vascovarela.com

"Fico pensando às vezes como deve ser bom ligar e dizer 'aconteceu algo terrível, sinto que não vou suportar' e ouvir 'senta e me espera, to indo agora te ver'. Seria bonito, e as coisas bonitas não acontecem mais."

Caio Fernando Abreu

domingo, 17 de abril de 2011

Sapientia

"... Posso me dedicar completamente à compreensão e à aceitação do outro porque não tenho receio de perder a mim mesmo."

Carl Rogers

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Imaginarium


"Entrava no local dos sonhos por um caminho muitas vezes percorrido, e regressava com grandes precauções para que as tênues visões não se despedaçassem contra a luz áspera da consciência."

Isabel Allende

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Szerelem


"Há momentos na vida em que sentimos tanta a falta de alguém que o que mais queremos é tirar essa pessoa de nossos sonhos e abraça-lá."

Clarice Lispector

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Vontades...

"Ando com uma vontade tão grande de receber todos os afetos, todos os carinhos, todas as atenções. Quero colo, quero beijo, quero cafuné, abraço apertado, mensagem na madrugada, quero flores, quero doces, quero música, vento, cheiros..."

Caio F. Abreu

sábado, 9 de abril de 2011

Sabedoria em tempos de dor

Imagem: My name is Glenn

O outono é a época da colheita. É uma estação suave e melodiosa, propícia à reflexão. Momento de avaliar as perdas e os ganhos. Na meia idade, quando o verão cede a vez ao outono, começamos a colher os frutos que plantamos na primeira metade da vida, em tempo de semearmos uma segunda colheita. Faz parte da história humana sofrer dificuldades, mas o tempo, certamente, traz novas oportunidades.

Caiam, folhas, caiam; morram as flores; alongue a noite e encurte o dia. Cada folha me fala de alegria, ao tombar tremulando da árvore do outono”.

Emily Brontë

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Imagem do dia

Pardal descansa em ramo de cerejeira no Parque de Ueno, região central de Tóquio. O desabrochar das cerejeiras é um evento importante no calendário japonês e é celebrado desde o século 8. Na ocasião, os japoneses organizam piqueniques e bebem saquê debaixo das árvores.


"Tudo que acontece é pra ensinar a gente a viver. Desdobrável. Cada dia mais rica de humanidade."
Adélia Prado


Fonte:http://noticias.uol.com.br/album/110407_album.jhtm?abrefoto=3 

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Arte & criticidade

http://www.woodkid.com/

"Somos uma geração sem peso na história; sem propósito ou lugar. Nossas guerras são espirituais e nossa depressão são nossas vidas".

terça-feira, 5 de abril de 2011

Arte é arte em qualquer parte!


Às vésperas da primeira prova da Pirelli como fornecedora exclusiva de pneus da Fórmula 1 em Melbourne, na Austrália, a marca promoveu um movimento em prol da volta da emoção à competição. As ações aconteceram durante toda a semana em diversos pontos e culminaram com a execução de um arranjo inédito do Tema da Vitória pela Orquestra Furiosa, no Viaduto do Chá.


Texto e vídeo: YouTube.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Poemas outonais

"Antes de amar-te, amor, nada era meu
Vacilei pelas ruas e as coisas:
Nada contava nem tinha nome:
O mundo era do ar que esperava.
E conheci salões cinzentos,
Túneis habitados pela lua,
Hangares cruéis que se despediam,
Perguntas que insistiam na areia.
Tudo estava vazio, morto e mudo,
Caído, abandonado e decaído,
Tudo era inalienavelmente alheio,
Tudo era dos outros e de ninguém,
Até que tua beleza e tua pobreza
De dádivas encheram o outono."

Pablo Neruda

sábado, 2 de abril de 2011

Empatia (Співпереживання)



Kseniya Simonova foi a vencedora da edição Ucraniana do “Ukraine’s Got Talent” 2009.
Kseniya (24 anos) fez uma animação da invasão da Alemanha na Ucrânia (seu país) durante a Segunda Guerra Mundial, usando apenas os dedos e uma superfície (mesa iluminada) com areia. Durante 8 maravilhosos minutos ela tirou lágrimas dos olhos de juízes e do público em geral demonstrando seu talento especial e trazendo, através da arte, a memória viva de uma guerra que marcou gerações!
Criando um cenário emocionante, a artista começa desenhando um casal momentos antes da chegada de aviões de guerra. Choro, alegria e esperança.
A mensagem passada é de como as pessoas comuns foram afetadas pela invasão alemã durante a Segunda Guerra Mundial. Ela finaliza a apresentação com a imagem do monumento ao Soldado Desconhecido na Ucrânia vista pela janela de uma casa. A cena que a artista se refere é a da Grande Guerra Patriótica, onde ¼ da população foi dizimada, com 8 a 11 milhões de mortos em uma população de 42 milhões de pessoas.

"O que é, então, um ser humano? É o ser que sempre decide o que ele é. É o ser que inventou as câmaras de gás em Auschwitz. Mas ele é também o ser que entrou naquelas câmaras de cabeça erguida, tendo nos lábios o Pai-Nosso ou o Shemá Yisrael."

Viktor Frankl


sexta-feira, 1 de abril de 2011


"Minha fé é no desconhecido, em tudo que não podemos compreender por meio da razão.
Creio que o que está acima do nosso entendimento é apenas um fato em outras dimensões e que no reino do desconhecido há uma infinita reserva de poder."

Charles Chaplin