quinta-feira, 28 de julho de 2011

Fasi lunari...

                           Imagem: Google

"Sou como a Lua 
Em suas fases absolutas 
Cheia de orgulho brilhante 
Minguante em solidão 
Crescente perto de ti. 
Mas sempre nova para um recomeço. 
Fases transitórias."


Denize Vieira

sábado, 23 de julho de 2011

Staccato!

                                                         Imagem: Google

“É tão fundo o silêncio entre as estrelas.
Nem o som da palavra se propaga,
nem o canto das aves milagrosas.
Mas, lá, entre as estrelas, onde somos
um astro recriado, é que se ouve
o íntimo rubor que abre as rosas.” 


José Saramago

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Cansaço

                                                                Imagem: Arquivo pessoal

"Fico tão cansada às vezes, e digo para mim mesma que está errado, que não é assim, que não é este o tempo, que não é este o lugar, que não é esta a vida. (...)então eu não sentia nada, podia fazer as coisas mais audaciosas sem sentir nada, bastava estar atenta como estes gerânios, você acha que um gerânio sente alguma coisa? quero dizer, um gerânio está sempre tão ocupado em ser um gerânio e deve ter tanta certeza de ser um gerânio que não lhe sobra tempo para nenhuma outra dúvida..."


Caio Fernando Abreu

sábado, 16 de julho de 2011

Ponto de vista

                   Imagem: Olhares.com
Clarão na mata


"Eu não tenho vergonha
de dizer palavrões,
de sentir secreções
(vaginais ou orais).
As mentiras usuais
que nos fodem sutilmente,
estas sim são imorais,
estas sim são indecentes."


Leila Miccolis

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Da metade

                           Imagem: Google

"A laranja cortada ao meio,
Úmida de amor, anseia pela outra.
É assim, é bem assim que eu te desejo."

Mário Quintana

domingo, 10 de julho de 2011

Água nascendo

                  Imagem: Google

"Fiz castelos de areia
sonhos de vento
abri cavernas no mar
construí segredos
teci com teias de luz
as mais delicadas
roupagens
inventei carruagens
adornadas de estrelas
para o dia
e que te encontrasse
e quando te vi
o amor era simples,
o amor não pedia
nada mais
do que o milagre da
água nascendo..."


Roseana Murray

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Embriaguês poética


                          Imagem: olhares.com/ddiart

"É preciso estar sempre embriagado. 

Eis aí tudo: é a única questão. 

Para não sentirdes o horrível fardo do Tempo que rompe os vossos ombros e vos inclina para o chão, é preciso embriagar-vos sem trégua.

Mas de quê?

De vinho, de poesia ou de virtude, à vossa maneira. Mas embriagai-vos.

E se, alguma vez, nos degraus de um palácio, sobre a grama verde de um precipício, na solidão morna do vosso quarto, vós acordardes, a embriaguez já diminuída ou desaparecida, perguntai ao vento, à onda, à estrela, ao pássaro, ao relógio, a tudo que foge, a tudo que geme, a tudo que anda, a tudo que canta, a tudo que fala, perguntai que horas são; e o vento, a onda, a estrela, o pássaro, o relógio, responder-vos-ão: 

'É hora de embriagar-vos! Para não serdes os escravos martirizados do Tempo, embriagai-vos: embriagai-vos sem cessar! De vinho, de poesia ou de virtude, à vossa maneira'." 


Charles Baudelaire

terça-feira, 5 de julho de 2011

Epifania

                           Imagem: Google
  
"Muitas vezes, durante os meus passeios, quando sou levado a deter-me perante uma visão e um sentimento que se me afiguram excepcionais, paro, tento abrir os olhos um pouco mais e, como quem respira fundo, enchendo os pulmões até ao limite da sua capacidade, pergunto-me o que é que será possível fazer para preservar aquilo, aquele momento, aquela coincidência entre uma visão e um sentimento."

 Alexandre Melo in "O viandante esclarecido".

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Início

                             Imagem: Google

"Não mais que outubro

Serei forte.

Só saberei de mim domingo,

Depois do sorvete.

Aí então caminharei pelas segundas,

Quando das feiras

Só restarem folhas de repolho e sobras de frutas pelo chão.

Não mais saberei de ninguém,

Enquanto houver sinos anunciando algum início.

No sábado ou em dezembro

Seremos todos novos,

Mesmo que pareça

Tudo sempre tão igual."


Samaya  Prado

sábado, 2 de julho de 2011

                               Imagem: Google

"Sempre acreditei que toda vez que a gente entra numa igreja pela primeira vez, vê uma estrela cadente ou amarra no pulso uma fitinha de Nosso Senhor do Bonfim, pode fazer um pedido. Ou três. Sempre faço.
Quando são três, em geral, esqueço dois.
Um nunca esqueci.
Um sempre pedi: amor."

Caio F. Abreu